Guia de Avaliação de Pianos

Guia Simples e Ilustrado para Avaliação de Pianos – Aprenda como avaliar um piano

quanto custa um piano

Quanto custa um piano

Em diversas situações precisamos nos informar a respeito do preço de um piano, principalmente quando temos a intenção de estudar piano e não temos um piano, quando precisamos comprar um piano ou ainda quando temos um piano que não esta sendo usado e cogitamos a possibilidade de vendê-lo, nestes casos, saber de forma correta e precisa quanto custa um piano é fundamental para que possamos nos programar e tomar uma decisão adequada sobre como proceder para dar andamento no assunto em questão.

Tanto na venda quanto na compra de pianos, obter o preço de um piano é um processo que envolve a análise de diversos fatores e variantes, entre eles podemos citar a marca do piano, idade e estado de conservação.

Quando estamos interessados na compra de piano temos 2 (dois) caminhos a escolher, inicialmente devemos escolher entre pianos usados ou novos. Caso optemos por pianos novos, saber o quanto custa um piano é relativamente simples, basta procurar por lojas de pianos e levantar o preço do piano desejado. Caso optemos pela compra de pianos usados, novamente temos 2 (dois) caminhos iniciais por onde seguir, primeiro precisamos decidir entre comprar o piano em uma loja ou direto de um particular, é então que nos deparamos com a seguinte questão.

Sabemos quanto custa um piano, porem quanto ele realmente vale?

Na compra de pianos usados em lojas de boa índole, geralmente o preço do piano reflete o quanto ele vale, em contrapartida, na compra de pianos usados diretamente de um particular, independente da índole do vendedor, o preço de um piano pode não condizer com quanto custa um piano e quanto o piano vale.

Note que na compra de piano de um particular, dizemos “independente da índole do vendedor”, pois a relação entre quanto custa e quanto vale pode ser distorcida tanto pela falta de informações quanto por informações errôneas, sendo assim quando um particular pede por seu piano um preço fora dos padrões de mercado, não quer dizer necessariamente que esteja mau intencionado.

Comprar pianos usados diretamente de particulares é sempre uma opção que pode trazer ótimos resultados, porem é uma faca de dois gumes com uma linha tênue entre um ótimo ou péssimo negócio.

Avaliando a relação entre valor e preço de piano

quanto custa um pianoConsiderando que em lojas de pianos, tanto na compra quanto na venda de pianos usados, a empresa em questão conta com experiência e conhecimento suficiente para comprar e vender pianos em valores condizentes com o mercado.

Em resumo, ao lidar com profissionais do ramo os valores praticados são definidos pelo mercado e não sofrem grandes variações de comerciante para comerciante. Caso deseje vender seu piano, dificilmente você vai ser ludibriado e receber uma oferta “indiscreta” no seu piano, caso deseje comprar um piano, é pouco provável que você pague barato em um piano caro e vice versa.

Ao negociar a compra ou venda de piano diretamente entre particulares devemos ter bom senso e equilíbrio além de nos cercar da maior quantidade de informações possíveis. Para saber quanto custa um piano que lhe interessou verifique qual o preço deste piano em lojas, quais os defeitos, desgastes e falhas presentes no piano e ainda quais os custos para reparo, transporte e afinação.

Em posse destas informações é fácil saber quanto custa um piano, faça as contas e tome sua decisão.

tipos de piano

Tipos de Pianos

A fabricação de pianos é um mercado com mais de 300 anos de idade, em um mercado com tanto tempo de existência é de se imaginar que já foram fabricados incontáveis tipos de pianos.

 

A fabricação de pianos passou por inúmeras modificações, testes, tentativas de inovações, e criação de novos modelos sendo assim podemos encontrar variados tipos e modelos de pianos tanto em relação quanto a modelos, tamanhos, e configuração técnica.

Tipos de Pianos e modelos

Inicialmente vamos separar os diversos tipos e modelos de pianos em 3 grupos

  • Pianos por configuração técnica
  • Pianos por modelo
  • Pianos por tamanho

Todos os pianos devem ser classificados nos 3 grupos citados, após classificar o piano em cada um dos grupos de pianos que iremos descrever você terá a ficha técnica completa sobre um piano com praticamente todas as informações relevantes sobre sua fabricação e modelo.

Configuração técnica, tipos de pianos

Para classificar os tipos e modelos de pianos em relação à sua configuração devemos considerar a disposição das cordas no piano (cordas retas ou cordas cruzadas), número de teclas do piano (88 ou 85) e  ainda o modelo do mecanismo do piano (mecânica gaiola ou mecânica aberta).

Exemplo de tipos de pianos quanto a configuração.

Piano tipo 88 teclas, cordas cruzadas e mecânica aberta.
Piano tipo 85 teclas, cordas retas, mecânica gaiola.

Modelo de pianos

Na classificação por modelo temos duas possibilidades,  pianos verticais e pianos de cauda.

Os verticais são os pianos que tem sua harpa e cordas em posição perpendicular ao solo, são pianos menores e de mais fácil locomoção são ainda conhecidos como piano armário ou piano apartamento.

Os pianos de cauda são os pianos que tem sua chapa e cordas em posição paralela ao solo. Sendo assim, quanto ao modelo são apenas 2 tipos de pianos, vertical ou cauda.

Tamanho de pianos.

tipos de pianos verticalOs modelos verticais podem ser divididos em 4 tipos quanto ao seu respectivo tamanho,  os maiores e mais altos são conhecidos como piano modelo Profissional, os médios são chamados de piano modelo Estúdio, os menores são chamados de piano modelo console e os super compactos são chamados piano modelo spineta ou piano tipo petit.

Vale lembrar que quanto maior o piano maior serão as cordas, tábua harmônica e outras partes que influenciam na qualidade e quantidade sonora dos diversos tipos de pianos

tipos de pianos de caudaOs modelos de cauda também podem ser separados em 4 tipos por seu tamanho, os pianos baby ou pianos ¼ de cauda são os menores medindo entre 140cm e 160cm, pianos grand ou pianos ½ cauda são os pianos de tamanho médio medindo entre 160cm e 180cm, os pianos concert ou pianos ¾ de cauda são os pianos de tamanho de médio para grande medindo entre 180 e 210cm e por ultimo, os maiores modelos de pianos chamados de concert royal ou piano de cauda inteira são os maiores pianos medindo a partir de 210cm de profundidade.

Para maiores informações acesse: http://pt.wikipedia.org/wiki/Piano

modelos de pianos

Modelos de Pianos Verticais

Basicamente existem 4 tipos de pianos ou modelos de pianos verticais, o que varia entre eles é o tamanho e a disposição do mecanismo em relação ao teclado, geralmente os modelos de piano que são maiores são também os mais caros e contam com um melhor e mais cristalino som pois quanto maior o piano, maior será a área de sua tábua harmônica e maior será o comprimento das cordas, o que resulta em tipos de pianos com uma melhor , mais profunda e mais clara (limpa) sonoridade.

Principais Modelos de Pianos

Por convenção, pois não existe uma regra, cada um dos modelos de pianos é representado por um termo ou nome, originalmente em Inglês sendo eles: piano modelo Spineta, piano Console, piano Studio e piano modelo Upright, traduzindo ou adaptando para o português teríamos, piano Espineta, piano Console, piano Estúdio e piano Vertical.

No Brasil não damos muita atenção ao nome dos pianos, geralmente tratamos todos os pianos que não são de cauda como piano tipo apartamento, piano vertical, piano de parede ou piano armário, o que em termos geral não está errado pois todo os tipos de pianos que não pianos de cauda podem ser chamados ou definidos com um dos nomes supra citados, porem, para uma definição e classificação de modelos de pianos devemos adicionar á referencia de modelos um dos termos citados inicialmente, desta forma, quando nos desejarmos fazer referência á determinados modelos de pianos teremos:

1.° – O termo que qualifica o piano como não sendo um piano de Cauda.
2.° – O termo que se refere ao tamanho do piano.

Exemplos:
Piano Vertical (apartamento, de parede, armário) modelo Espineta.
Piano Vertical (apartamento, de parede, armário) modelo Console.
Piano Vertical (apartamento, de parede, armário) modelo Estúdio.
Ou simplesmente Piano Vertical para os pianos de maior porte.

Descrição detalhada dos modelos de Pianos

Pianos modelo Spineta
Sua altura varia entre 90 e 100 cm, sua largura é em média 145 cm, os pianos tipo espinetas são os menores pianos que existem no mercado. Devido ao seu tamanho é uma escolha comum para aqueles que não possuem muito espaço para colocar seu piano. Por ser bastante compacto é um dos modelos que deixa a desejar quando comparado á pianos equivalente maiores pois sua cordas são muito curtas e seu mecanismo não fica apoiado no teclado e sim sob o mesmo ligado por uma extensão de aço, por isso seu sistema mecânico é chamado de mecânica de ação indireta, reformas e regulagens são bastante complicadas devido á dificuldade de acesso e regulagem do mecanismo.

Pianos modelo Console
Pianos modelo console são um pouco maiores que as Spinetas, sua altura vaira entre 100 e 110 cm, sua largura é em média 145 cm, e o principal, a mecânica fica apoiada sobre o teclado, sendo assim, é uma mecânica de ação direta (padrão), de fácil regulagem e manutenção. Estes são os modelos de pianos que apesar de pequenos não oferecem dificuldades técnicas devido ao seu tamanho reduzido.

Pianos modelo Estúdio
Pianos modelo Studio tem em média de 110 a 130 cm de altura, suas cordas e tábua harmônica são de tamanhos mais apropriados o que faz com  que o piano tenha uma sonoridade bastante apurada. Os pianos Estúdio são os modelos de pianos mais facilmente encontrados no mercado.

Pianos modelo Vertical ou Upright
O maior modelo entre os pianos verticais, sua altura varia entre 130 e 150 cm, como são os maiores pianos teoricamente são os modelos de pianos que tem o melhor elemento acústico entre os pianos verticais pois devido ao seu tamanho avantajado possuem uma extensa tabua harmônica e cordas de maior comprimento. Em muitos casos um bom piano vertical pode ter uma sonoridade melhor e mais apurada que muitos dos pianos 1/4 ou crapô á venda no mercado.

modelos de pianos

Acesse o link e saiba mais sobre os modelos dos pianos:

http://www.bluebookofpianos.com/

O guia modelos de pianos verticais e as imagens aqui apresentadas tem seus direitos reservados, para utilizar este artigo completo, trechos ou ainda as imagens por favor solicite nossa autorização.

madeira do piano amostra

Madeira do Piano – Identifique a madeira de um piano

Quando desejamo comprar ou vender um piano, ou ainda, temos apenas a curiosidade de saber maiores detalhes sobre nosso piano um dos detalhes sobre o mesmo que pode fazer bastante influência em relação ao seu preço e qualidade é saber qual é o tipo de madeira do piano ou até mesmo se o piano é realmente de madeira.

 

A Madeira do piano pode não ser Madeira de verdade

Pode parecer estranho, mas muitos pianos não são realmente de madeira. Antigamente todos os pianos sem exceção eram fabricados em madeira porém nos anos 60 com o advento de materiais como o madeira do piano imbuiaaglomerado, compensado e posteriormente o MDF e ainda o crescente preço e a diminuição da oferta de madeira de qualidade fez com que muitos fabricantes de pianos de baixo e médio padrão de qualidade e custo utilizassem como a madeira do piano estes materiais que tratam-se na verdade de madeiras sintéticas. É muito difícil para um leigo identificar a madeira de um piano e por consequência saber se o piano é de madeira real ou madeira sintética principalmente pelo fato de que todos os pianos tem sobre sua madeira um folheamento ou pintura com função estética, sejam eles de madeira natural ou não. Desta forma, a real madeira do piano não fica á vista e que podemos ver é na verdade apenas um revestimento.

Para identificar o revestimento ou folheamento da madeira devemos prestar atenção nos veios da madeira para facilitar sua identificação, o tom pode variar bastante e o acabamento pode estar encoberto por verniz ou opaco.

Madeira do piano não é maciça

É importante ainda ressaltar que apesar da crença popular sobre pianos de madeira maciça, não existem pianos fabricados 100% em madeira maciça, isso acontece por que a madeira maciça ou madeira bruta em sí não possuí uma caraterística de resistência adequada e duradoura para a fabricação de pianos. O que conhecemos como pianos de madeira maciça são na verdade pianos fabricados em madeira maciça laminada.

O processo de laminação da madeira é basicamente o que seu próprio nome diz, o fabricante de pianos escolhe um tipo de madeira maciça e trabalha a mesma a fim de obter lâminas desta madeira, então as lâminas de madeira maciça são coladas, normalmente dispondo as lâminas de forma alternada em relação ao veio da madeira tendo como resultado final uma peça de madeira maciça laminada extremamente resistente e robusta que tem um prazo de durabilidade e padrão de resistência extremamente superior á durabilidade e resistência da madeira maciça em sí.

Saiba mais em:  http://pt.wikipedia.org/wiki/Piano

Amostras de folheamentos utilizados sobre a madeira do piano

idade de um piano

Data de Fabricação e Idade do piano – NACIONAL

Infelizmente no Brasil nunca foi de costume dar atenção a fatos e detalhes históricos, quem dirá então em relação a data de fabricação e história das fabricas de pianos.

Atualmente temos disponíveis apenas os bancos de dados da Essenfelder e Fritz Dobbert.

Para as outras marcas, a única forma de descobrir a idade ou a data de fabricação do piano é buscar em algumas partes do piano as assinaturas dos técnicos que fizeram a montagem do piano ou ainda o controle de qualidade e regulagem final, assinar e datar um piano era um procedimento padrão e teoricamente sempre um funcionário deveria assinar e datar a 1.a tecla do piano.

Data de Fabricação e Idade do Piano

Para aqueles que fizerem o processo abaixo e consigam descobrir a data de fabricação e a idade, pedimos gentilmente que nos passem os dados descobertos (n. de série,  ano de fabricação ou idade do piano ) para que possamos montar um banco de dados

Como localizar a assinatura do técnico, data de fabricação do piano e idade

1- Tire a Espelheira Frontal Superior conforme mostrado na imagem abaixo
2- Tire a rebaltina conforme mostrado na imagem abaixo
3- Tire a régua do teclado conforme mostrado na imagem abaixo

Tanto a espelheira quanto a rebaltina são peças que podem ser retiradas sem a necessidade do uso de qualquer tipo de ferramenta, a espelheira fica presa por duas pequenas travas uma em cada lateral interna do piano, a rebaltina é apenas encaixada, para que seja removida basta puxar a peça inteira para cima.

Ao retirar as peças supra citadas você terá acesso á continuação do teclado, normalmente você não terá dificuldades em encontrar a assinatura e data escritas á caneta ou lápis diretamente na continuação da 1.a ou 2.a tecla, contando-se da esquerda para direita, que possibilitam o cálculo da idade do piano.

idade de piano

Data de Fabricação Pianos Fritz Dobbert

Tabela de idade, numero de série e ano de fabricação do piano Fritz Dobbert usado

idade do piano fritz dobbert

Tudo sobre pianos em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Piano